Início do Conteúdo

Programas de Assistência Estudantil

Nos links abaixo, veja detalhes dos Programas de Assistência Estudantil ofertados pela DAE: 

 » AUXÍLIO-ALIMENTAÇÃO

Atender aos discentes dos campi, onde ainda não exista refeitório universitário e que apresentam situação de vulnerabilidade socioeconômica;

Contribuir para a permanência e o desempenho dos alunos dos cursos de graduação;

Viabilizar recursos para que os estudantes possam ter hábitos alimentares mais saudáveis.

Anexo III da Resolução nº 16/2014/Consup

 

» AUXÍLIO-CRECHE 

Tem a finalidade de disponibilizar ajuda financeira aos estudantes, buscando contribuir com a obtenção de um desempenho acadêmico satisfatório, bem como reduzir a evasão acadêmica decorrente da maternidade ou paternidade.
 
 

» AUXÍLIO EMERGENCIAL

O benefício destina-se a estudantes dos cursos de graduação, que apresentem vulnerabilidade socioeconômica comprovada, e que não tenham sido alcançados por nenhuma das outras ações de apoio financeiro disponíveis na Universidade Federal do Cariri.

Os candidatos que foram deferidos em algum programa da DAE nos últimos 6 (seis) meses e que preenchem os requisitos do Auxílio Emergencial  podem entregar apenas o Formulário de Inscrição do programa e a documentação específica.

O Formulário de Inscrição e a documentação solicitada encontram-se disponíveis no link formulário e deverão ser entregues em envelope lacrado e identificado (nome do estudante, curso, matricula, programa Auxílio-Emergencial e nome do programa que foi deferido) do dia 15 ao dia 25 de cada mês.

Caso julgue necessário o serviço social poderá solicitar ao discente documentação complementar, bem como realizar entrevistas e/ou visitas técnicas.

O resultado das solicitações ocorrerá no dia 15 de cada mês e será divulgado no mural da DAE e no site da UFCA.

Anexo II da Resolução nº 16/2014/Consup

 

» AUXÍLIO MORADIA

Tem por objetivo viabilizar a permanência de estudantes matriculados nos Cursos de Graduação da Universidade Federal do Cariri (UFCA), em comprovada situação de vulnerabilidade socioeconômica, assegurando-lhes auxílio financeiro para complementação de despesas com moradia e alimentação durante todo o período do curso ou enquanto persistir as condições que ensejaram a concessão. 

 

» AUXÍLIO-ÓCULOS 

Tem por objetivo contribuir com o desempenho acadêmico dos estudantes, fornecendo uma ajuda na complementação das despesas para aquisição de óculos com lentes corretivas, respeitando-se a periodicidade mínima de 12 (doze) meses para cada nova solicitação. Para o ano de 2016 o valor máximo do Auxílio Óculos a ser pago para o beneficiário será de R$ 450,00 (quatrocentos e cinquenta reais), prevalecendo o menor orçamento, da ótica ou clínica, apresentado pelo estudante selecionado. 
 
O Formulário de Inscrição e a documentação solicitada encontram-se disponíveis no link formulário e deverão ser entregues em envelope lacrado e identificado.

Os candidatos que foram deferidos em algum programa da DAE nos últimos 6 (seis) meses e que preenchem os requisitos do Auxílio- Óculos podem entregar apenas o Formulário de Inscrição do programa e a documentação específica.

O Formulário de Inscrição e a documentação solicitada encontram-se disponíveis no link formulário e deverão ser entregues em envelope lacrado e identificado (nome do estudante, curso, matricula, programa Auxílio-Óculos e nome do programa que foi deferido) do dia 15 ao dia 25 de cada mês.

Caso julgue necessário o serviço social poderá solicitar ao discente documentação complementar.

O resultado das solicitações ocorrerá no dia 15 de cada mês e será divulgado no mural da DAE e no site da UFCA.

 
 
 

» AUXÍLIO-TRANSPORTE

O Auxílio-Transporte tem por objetivo subsidiar a locomoção diária dos discentes, em comprovada situação de vulnerabilidade socioeconômica, com transportes coletivos, no trajeto entre a residência e a Universidade, durante os dias letivos.

Anexo IV da Resolução Nº16/2014/ CONSUP, de 20 de maio de 2014.

 

» AUXÍLIO FINANCEIRO A EVENTOS

 • O Que é?

É um auxílio concedido preferencialmente para estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, que necessitem de apoio financeiro para participar de eventos extracurriculares de caráter acadêmico, esportivo, cultural ou sociopolítico.

 • Da abrangência do Programa

O Auxílio Financeiro a Eventos poderá ser concedido em 04 (quatro) diferentes linhas: 

Participação em eventos de caráter acadêmico para: apresentação de trabalho, ministrar oficina ou curso relacionado às áreas de atuação do seu curso acadêmico; 

Participação em intercâmbios ou fóruns;

Participação em eventos de competição desportiva ou de apresentação artística;

Participação de representantes das entidades estudantis em eventos, reuniões ou atividades relacionadas ao movimento estudantil (DCE, CA´s).

 • Quem pode participar?

Estudantes que atendem, cumulativamente, aos seguintes requisitos: 

Estar regularmente matriculado e frequentando um dos cursos de graduação da Universidade Federal do Cariri-UFCA;

Não possuir reprovação por falta, salvo se a reprovação se deu por enfermidade ou por outro motivo de força maior, devidamente justificado;

Estar cursando no mínimo 12 (doze) créditos dos cursos de Graduação; 

Apresentar todos os documentos exigidos no Anexo VI da Resolução nº16/2014 

Não ter concluído nenhum curso de graduação. 

• O que devo fazer?

Ler atentamente o Anexo VI da Resolução nº16/2014;

Preencher o Requerimento 

Entregar a documentação;

Solicitar o Auxílio Financeiro a Eventos com antecedência mínima de 20 (vinte) dias da realização do evento.

A solicitação de Auxílio Financeiro a Eventos para participação de representantes das Entidades Estudantis em eventos relacionados ao movimento estudantil deverá ser formalizada pela direção da entidade responsável (DCE, CA´s e Esportivas).

Anexo VI da Resolução Nº16/2014/ CONSUP, de 20 de maio de 2014 

Nota: No caso de viagem internacional será disponibilizado o maior valor da tabela. 

Resolução CONSUP

Requerimento

Resumo do Trabalho

Responsável

Diretoria de Assistência Estudantil (DAE) 

Telefone: (88) 3572-7249

 

 

 

»BOLSA DE INICIAÇÃO ACADÊMICA

Tem por objetivo viabilizar a permanência dos estudantes de graduação da Universidade Federal do Cariri-UFCA, prioritariamente os de semestres iniciais, em comprovada situação de vulnerabilidade socioeconômica, oportunizando o desenvolvimento de atividades curriculares e/ou extracurriculares inseridas em projetos cadastrados na UFCA. 

Anexo V da Resolução Nº16/2014/ CONSUP, de 20 de maio de 2014.

»BOLSA PERMANÊNCIA 

Os candidatos que foram deferidos em algum programa da DAE nos últimos 6 (seis) meses e que preenchem os requisitos do programa Bolsa Permanência podem entregar apenas o Formulário de Inscrição do programa.

 

Caso julgue necessário o serviço social poderá solicitar ao discente documentação complementar.”O Programa de Bolsa Permanência é um auxílio financeiro que tem por finalidade minimizar as desigualdades sociais e contribuir para a permanência e a diplomação dos estudantes de graduação em situação de vulnerabilidade socioeconômica.  De acordo com análise da DAE, dentre os cursos ofertados pela UFCA, o curso de Medicina é o que atende os critérios estabelecidos no referido programa. Além disso poderão se inscrever no PBP os discentes indígenas e quilombolas, independente do curso no qual estejam matriculados.

 

•  Orientações para se inscrever no Programa Bolsa Permanência

1- Quem pode se inscrever no Programa de Bolsa Permanência?

O estudante que cumprir, cumulativamente, as seguintes condições:

I – possuir renda familiar per capita não superior a um salário-mínimo e meio;

II – estar matriculado em cursos de graduação com carga horária média superior ou igual a cinco horas diárias;

III – não ultrapassar dois semestres do tempo regulamentar do curso de graduação em que estiver matriculado para se diplomar;

IV- Ter assinado Termo de Compromisso;

V – ter seu cadastro devidamente aprovado e mensalmente homologado pela Instituição Federal de Ensino Superior no âmbito do sistema de informação do programa. Além disso, o Programa prioriza os indígenas e quilombolas, que, independente da carga horária dos cursos nos quais estão matriculados, poderão receber o recurso.

2- Como é realizado o cálculo da carga horária diária?

Será considerada a média diária da carga horária total do curso. Assim, se um curso tem carga horária total igual a 5.000 horas e a sua duração é de 5 anos, 10 semestres, a sua média diária é de 5 horas. Para este cálculo são considerados 100 dias letivos por semestre, como preconiza o Art. 47 da Lei nº 9.394/1996. 

3 - O que o aluno deve fazer para se tornar um beneficiário do programa de bolsa permanência?

O estudante deve primeiramente preencher o cadastro no sistema de gestão do programa (http://bolsas.mec.gov.br/).

Durante o cadastro, serão perguntadas questões sobre o perfil socioeconômico e solicitadas informações sobre a trajetória e desempenho acadêmico. Em seguida, o aluno deverá assinar um Termo de Compromisso, afirmando ter ciência das obrigações inerentes à qualidade de bolsista do Programa de Bolsa Permanência e comprometendo-se a respeitar todas as condições previstas nos regulamentos do programa. Ao final, esse cadastro será enviado, via sistema de gestão, para a homologação pela DAE/UFCA. Caso o cadastro seja homologado e selecionado pela IFES, o estudante passará a ser beneficiário do Programa de Bolsa Permanência.

4 - O que o FNDE necessita para realizar o pagamento?

Para que o FNDE/MEC proceda ao pagamento da bolsa, é indispensável que:

I. o estudante tenha assinado Termo de Compromisso;

II. o pró-reitor responsável pelo Programa no âmbito da IFES tenha homologado a cada mês as informações do estudante no sistema de informação;

III. a SESu/SETEC/MEC envie ao FNDE, por meio do sistema de informação, a solicitação de pagamento do bolsista, em lotes mensais devidamente atestados por certificação digital.

5- Como e quando o estudante receberá o cartão magnético do programa?

O estudante beneficiado receberá um cartão magnético pessoal com o qual receberá os valores creditados mensalmente em seu favor.

O cartão será emitido pelo Banco do Brasil, apenas mediante solicitação do FNDE, e deverá ser retirado pelo bolsista na agência por ele indicada no momento de seu cadastramento. O cartão só será solicitado pelo FNDE quando do pagamento da primeira bolsa ao estudante.

6- O que acontece se o aluno não sacar o dinheiro depositado?

Os créditos não sacados pelos bolsistas, no prazo de três meses, da data do respectivo crédito, serão revertidos pelo Banco do Brasil S/A em favor do FNDE/MEC, que não se obrigará a novo pagamento sem que haja solicitação formal do beneficiário, acompanhada da competente justificativa e da anuência do Pró-Reitor responsável e do gestor nacional do Programa.

7- Qual o órgão responsável pelo Programa de Bolsa Permanência?

A implementação e a execução do Programa de Bolsas Permanência nas Universidades Federais são supervisionadas pela Secretaria de Educação Superior – SESu.

8 - Como é feita a comprovação das informações socioeconômicas prestadas pelos estudantes?

Ver Manual do Programa Bolsa Permanência (págs.17,18 e 19).

9 - Como é feita a comprovação da condição de estudante indígena e quilombola?

A documentação mínima para comprovação da condição de estudante indígena e quilombola é:

1. Auto declaração do candidato;

2. Declaração de sua respectiva comunidade sobre sua condição de pertencimento étnico, assinada por pelo menos 3 (três) lideranças reconhecidas;

3. Declaração da Fundação Nacional do Índio (Funai) que o estudante indígena reside em comunidade indígena ou comprovante de residência em comunidade indígena; e

4. Declaração da Fundação Cultural Palmares que o estudante quilombola reside em comunidade remanescente de quilombo ou comprovante de residência em comunidade quilombola.

10- Qual o valor recebido pelo estudante bolsista?

Atualmente, R$400,00 (quatrocentos reais) ou pelo menos o dobro desse valor, nos casos de indígenas/quilombolas.

11- A universidade poderá manter o programa de bolsa permanência para atender os estudantes com carga horária inferior a cinco horas diárias?

Não, exceto quando se tratar de estudantes indígenas e quilombolas.

12- Qual órgão responsável pelo pagamento da Bolsa Permanência?

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao Ministério da Educação.

13- O cadastro do estudante pode ser recusado?

Sim, os cadastros dos alunos devem ser recusados pela Instituição Federal de Ensino Superior sempre que estiverem incompletos, apresentarem informações inverídicas ou documentos não válidos ou, ainda, quando o Termo de Compromisso não estiver devidamente assinado pelo estudante.

14- A bolsa pode ser cancelada?

É autorizada a suspensão ou cancelamento do pagamento da bolsa ao aluno quando:

I. houver o cancelamento de sua participação no Programa ou término do curso de graduação;

II. forem constatadas incorreções nas informações cadastrais do bolsista; e

III. for constatado desempenho acadêmico inferior ao estabelecido pelo Programa ou acúmulo indevido de benefícios. Para maiores informações, acesse: http://permanencia.mec.gov.br/.

A não regularização das pendências na documentação, no prazo máximo de 30 dias após a comunicação pelo Serviço Social, acarretará o cancelamento da solicitação. "Anexo(s): PBP_Portaria_389_MEC_2013.pdf

Manual.pdf

 

A Diretoria de Assistência Estudantil informa que o Núcleo Universitário de Apoio Psicopedagógico (NUAP) está em funcionamento. O atendimento psicológico é realizado pela psicóloga Yane Ferreira Machado, CRP 11/08285. 
 
O interessado em agendar uma consulta ou esclarecer dúvidas com a Psicóloga poderá realizar através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou ligar para DAE, telefone (88) 3572.7249. Havendo necessidade de atendimento em outros campi, o coordenador do curso deverá agendar com antecedência a visita da psicóloga. 
 
O atendimento acontece no NUAP, campus de Juazeiro do Norte, de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas. 
 
O Serviço de Atendimento Psicológico abrange:
 
Aconselhamento Psicológico
O objetivo desse serviço é promover o contato com as dificuldades e problemas enfrentados pelo sujeito, buscando facilitar a adaptação às novas situações, promover o melhor uso dos recursos pessoais e o desenvolvimento da autonomia e do autoconhecimento.
 
Escuta Psicológica
O serviço busca ouvir e acolher o estudante que apresenta sofrimento psicológico. A partir desse contato inicial os direcionamentos necessários serão realizados visando dar o suporte necessário ao mesmo.
 
Atendimento Psicológico Clínico
Promove um espaço para o discente falar sobre o seu sofrimento psicológico, desenvolver o autoconhecimento e lidar com suas dificuldades. O processo se dá através da fala do sujeito e das intervenções realizadas pelo profissional, as quais visam promover a reflexão, reelaboração e a ressignificação dos conteúdos que surgem na fala do discente.
 
Aconselhamento Profissional
Atua no sentido de facilitar o processo de escolha da profissão, promover a autoavaliação da escolha feita pelo estudante, identificar e explorar habilidades e potenciais que podem ser desenvolvidos e apoiar a construção do plano de carreira profissional.